24 de novembro de 2020

boliche.com.br

O mais completo site brasileiro

ESTADOS UNIDOS GANHA COPA MUNDIAL NO IRÃ

3 min read
Copa Mundial no Irã

Frio intenso, bazares fumegantes, tráfego estridente, tapetes maravilhosos e o início de uma lenda do boliche marcaram a 11.ª edição da Copa Mundial de Boliche AMF.

Ela foi realizada no inverno de 1976 no Persépolis* Bowling Center, em Teerã, capital do Irã.

Persépolis* é uma referência à antiga capital do Império Persa, que era assim denominada.

A promoção da Copa Mundial no Irã

O cartaz promocional desta Copa Mundial de Boliche tinha como destaque a Torre Ãzãdi, que fica na entrada da capital.

Copa Mundial no Irã
Copa Mundial no Irã

A Torre Āzādi ou Torre da Liberdade é o símbolo da cidade de Teerã. Foi concebida pelo arquiteto Hossein Amanat.

Construída em 1971 por ocasião das comemorações dos 2.500 anos do Império Persa, foi chamada originalmente de “Memorial dos Reis”.

A Torre Azadi combina os elementos arquitetônicos do período Sassânida e da arquitetura islâmica.

Tem 45 metros de altura e é inteiramente revestida por 25.000 placas de mármore branco.

Um museu e várias fontes completam o conjunto.

O nome Torre Azadi (“liberdade”) foi adotado a partir dos protestos de 12 de dezembro de 1978, que conduziriam à Revolução Islâmica de 1979.

A revolução iraniana, ocorrida em 1979, transformou o Irã, até então uma monarquia autocrática pró-Ocidente comandada pelo Xá Reza Pahlevi, em uma república islâmica teocrática sob o comando do aiatolá Khomeini.

As finais da Copa Mundial no Irã

Depois de ficar em segundo lugar em 1975, Carlos Lovera, da Venezuela, estava de volta para mais uma corrida pelo título.

Seu adversário inesperado na final foi um canhoto filipino de apenas 19 anos, Rafael “Paeng” Nepomuceno.

Paeng venceu Lovera e sagrou-se campeão mundial pela primeira vez, depois tornou-se recordista e lenda mundial ao vencer em mais três edições.

Lucy Giovinco, uma estudante universitária da Flórida, também com 19 anos, superou facilmente a sueca Doris Gradin na final feminina.

O Brasil só teve seu primeiro representante em 1981 na 17.ª edição em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Copa Mundial no Irã
Lucy Giovinco e Paeng Nepomuceno, Campeões Mundiais em 1976

Participantes da Divisão Masculina

1. Joe Velo, Austrália
2. Walter Irzl, Áustria
3. Henri Clerckx, Bélgica
4, Denis Collins, Bermudas
5. Gerard Duranceau, Canadá
6. Jairo Ocampo+, Colômbia
7. Nelson Rosales, Curaçao
8. Bent Pedersen, Dinamarca
9. G Colongo, Etiópia
10. Olli Kuusela, Finlândia
11. Jean Michel Gourmay, França
12. Geoff Buck, Grã Bretanha
13. Jimmy Yeung, Hong Kong
14. Himawan Lesmana, Indonésia
15. Leon Tourpayan, Irã
16. Raymond Byrne, Irlanda
17. Sergio Di Martino, Itália
18. Masao Okumura, Japão
19. Dr P S Nathan, Malásia
20. Frank Montebello, Malta
21. Fernando Barocio, México
22; Cor Voets, Holanda
23. Oivind Odegard, Noruega
24. Alberto Bermudez, Panamá
25. Paeng Nepomuceno, Filipinas
26. Peter Lew, Cingapura
27. Lorenzo Mas, Espanha
28. Lars Ohman, Suécia
29. Piet Schar, Suiça
30. Minalai Kasem, Tailândia
31. Mark G Schwabe, Estados Unidos
32. Carlos Lovera, Venezuela
33. Bernd Kornak, Alemanha
34. Alois Simcic, Iugoslávia

Participantes da Divisão Feminina

1. Ruth Guerster, Austrália
2. Christa Kirschbaum, Áustria
3. Agnes de Busscher, Bélgica
4. Hattieann Morrissette, Bermudas
5. Diane Semchuk, Canadá
6. Emily De Jongh, Curaçao
7. Bodil Hansen, Dinamarca
8. Eija Lindstrom, Finlândia
9. Liliane Gregori, França
10. Carol Cuthbert, Grã Bretanha
11. Angie Kwok, Hong Kong
12. Lanny Budiaman, Indonésia
13. Debbie Elghanian, Irã
14. Yvonne Randell, Irlanda
15. Miyuki Motoi, Japão
16. Malathy Nathan, Malásia
17. Marie La Rose, Malta
18. Pato Yanez, México
19. Irene Gronert, Holanda
20. Gertrude Skeie, Noruega
21. Lolita Reformado, Filipinas
22. Lucy Low, Cingapura
23. Ma Carmen Abad, Espanha
24. Doris Gradin, Suécia
25. Esty Leuenberger, Suiça
26. Kunaksorn Luyong, Tailândia
27. Lucy Giovinco, Estados Unidos
28. Nina Palacios, Venezuela
29. Claudette Santiago, Ilhas Virgens
30. Gisela Lins, Alemanha

Todas as Copas Mundiais

Conheça abaixo os campeões de todas edições e como foram os brasileiros na Copa Mundial de Boliche:

[table “0019” not found /]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *