30 de novembro de 2020

boliche.com.br

O mais completo site brasileiro

PAULISTAS DOMINAM A 2.ª FASE DO SELEÇÕES 2020

4 min read
Paulistas dominam

XXXX CAMPEONATO BRASILEIRO DE SELEÇÕES 2020
XXXII TAÇA BRASIL DE SELEÇÕES 2020

Tradicionalmente o Campeonato Brasileiro de Seleções é o evento nacional indicado para o programa Bolsa Atleta do Ministério dos Esportes.

As disputas ocorrem em dois turnos nas 24 pistas do Boliche Social Club do Aerotown Shopping, Rio de Janeiro/RJ.

Clique aqui e conheça as Seleções Estaduais Campeãs na História do boliche brasileiro.

Clique aqui para conferir todos os resultados online.

Fase de Duplas

(e-d) Roseli Santos & Roberta Rodrigues, Celso Azevedo & Nilson Wada
Pódio da Fase Duplas Femininas: (e-d) Stephanie Martins, Thais Miyuki, Roberta Rodrigues, Roseli Santos, Dayse Silva, Josélia Moreno
40.º CAMPEONATO BRASILEIRO DE SELEÇÕES 2020
FASE DE DUPLAS FEMININAS
# FEDERAÇÃO: DUPLA – TOTAL – MÉDIA – PONTOS
OURO: São Paulo: Roberta Rodrigues & Roseli Santos – 2179 – 363,17 – 120
PRATA: Distrito Federal: Thais Miyuki & Stephanie Martins – 2124 – 354 – 84
BRONZE: Mato Grosso: Joselia Moreno & Dayse Silva – 2021 – 336,83 – 60
4. São Paulo: Ester Diniz & Dê Luqueti – 2010 – 335 – 40
5. Rio de Janeiro: Léa Badaró & Lúcia Vieira – 2005 – 334,17 – 28
6. São Paulo: Rosina Freitas & Maria Diniz – 1982 – 330,33 – 20
7. Rio de Janeiro: Duda Petersen & Titila Alvarez – 1977 – 329,5 – 14
8. Distrito Federal: Pollyanna Arantes & Marília Xavier – 1951 – 325,17 – 8
9. Distrito Federal: Heloisa Queiroz & Sarah Guterman – 1889 – 314,83 – 4
10. Rio de Janeiro: Júlia Paschoal & Jacqueline Brito – 1872 – 312 – 2
11. Mato Grosso: Danielle Ledur & Tereza Belmonte – 1774 – 295,67
12. Mato Grosso: Raquel Tenuta & Janaína Oliveira – 1733 – 288,83
Maior Partida: 395 de Léa Badaró & Lúcia Vieira
Pódio da Fase de Duplas Masculinas 1.ª divisão: (e-d) Rodrigo Marques, Niltinho Farias, Celso Azevedo, Nilson Wada, Pedro Diniz, Eduardo Issa
40.º CAMPEONATO BRASILEIRO DE SELEÇÕES 2020
FASE DE DUPLAS MASCULINAS 1.ª DIVISÃO
# FEDERAÇÃO: DUPLA – TOTAL – MÉDIA – PONTOS
OURO: São Paulo: Celso Azevedo & Nilson Wada – 2314 – 385,67 – 120
PRATA: Pernambuco: Niltinho Farias & Rodrigo Marques – 2302* – 383,67 – 72
BRONZE: São Paulo: Eduardo Issa & Pedro Diniz – 2302* – 383,67 – 72
*em caso de empate o total dos pontos (144) é dividido e a medalha é definida pela maior linha (426 da dupla pernambucana X 418 da dupla paulista)
4. Rio de Janeiro: John Jr & Júlio Mattos – 2283 – 380,5 – 40
5. Rio de Janeiro: Rogério Mattos & Márcio Vieira – 2264 – 377,33 – 28
6. São Paulo: Igor Pizzoli & Marcelo Suartz – 2254 – 375,67 – 20
7. Pernambuco: Fábio Menezes & Alde Salgado Neto – 2250 – 375 – 14
8. Santa Catarina: Rogerio Bachi & Jair Dartora – 2231 – 371,83 – 8
9. Minas Gerais: Gabriel Miranda & Fellipe Tomanini – 2197 – 366,17 – 4
10. Minas Gerais: Bruno Costa & Flávio Castellões – 2177 – 362,83 – 2
11. Bahia: Carlos Salgado & Alex Ribeiro – 2159 – 359,83
12. Santa Catarina: Sidiney Dartora & Daniel Murta – 2152 – 358,67
13. Minas Gerais: Marco Túlio & Fernando Castellões – 2143 – 357,17
14. Distrito Federal: Luiz Afonso & Jamil Sales – 2130 – 355
15. Mato Grosso: Thiago Wandscher & Nelson Saga – 2121 – 353,5
16. Pernambuco: Alcindo Marsaro & Ivan Oliveira – 2099 – 349,83
17. Mato Grosso: Hiago Saga & Nelson Marques – 2085 – 347,5
18. Distrito Federal: Eugenio Carvalho & Sergio Martinelli – 2059 – 343,17
19. Santa Catarina: João Vitor Dartora & Marcos Nemerski – 2011 – 335,17
20. Mato Grosso: Moreira Ávila & Célio Belmonte – 1983 – 330,5
21. Distrito Federal: Jorge Choairy & Peninha Choairy – 1980 – 330
22. Rio de Janeiro: Airton Balthazar & Danilo Rocha – 1967 – 327,83
23. Bahia: Vetter & Flávio Alvarez – 1954 – 325,67
24. Bahia: André Cordeiro & Ricardo Nakamura – 1895 – 315,83
Maior Partida: 463 de Rogerio Bachi & Jair Dartora
Pódio da Fase de Duplas Masculinas 2.ª divisão: (e-d) Joso Figueiredo, Gabriel Verly, Lucas Araújo, Oscar Marin, Cristian Poveda, Nilson Diniz
32.ª TAÇA BRASIL DE SELEÇÕES 2020
FASE DE DUPLAS MASCULINAS 2.ª DIVISÃO
# FEDERAÇÃO: DUPLAS – TOTAL – MÉDIA – PONTOS
OURO: Mato Grosso: Oscar Marin & Lucas Araujo – 2109 – 351,5 – 120
PRATA: Minas Gerais: Joso Figueiredo & Gabriel Verly – 2099 – 349,83 – 84
BRONZE: São Paulo: Nilson Diniz & Cristian Poveda – 2094 – 349 – 60
4. Rio de Janeiro: Matheus Lima & Alvaro Ferreira – 2088 – 348 – 40
5. Minas Gerais: Fernando Miranda & Henrique Rats – 2086 – 347,67 – 28
6. Pernambuco: Rafael Lins & Petrônio Sabino – 2054 – 342,33 – 20
7. São Paulo: Marcio Rossato & Wagner Koga – 1976 – 329,33 – 11
7. Mato Grosso: Matheus Batistela & Gustavo Buzelle – 1976 – 329,33 – 11
9. Rio de Janeiro: Otábio Nakamura & Francisco Jansley – 1965 – 327,5 – 4
10. Rio de Janeiro: Kleber Santanna & Mario Tavares – 1961 – 326,83 – 2
11. Pernambuco: Nelson Tachibana & Masatoshi Kumamoto – 1901 – 316,83
12. Pernambuco: Cabral Neto & Tom Santos – 1878 – 313
13. São Paulo: José Júlio & Sérgio Sá – 1870 – 311,67
13. Minas Gerais: Eduardo Bento & Isak Joukhadar – 1870 – 311,67
15. Mato Grosso: Edval Junior & Ernanes Jr – 1859 – 309,83
Maior Linha: 427 de Nilson Diniz & Cristian Poveda

O Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais

A organização geral é responsabilidade da Boliche Brasil, a Confederação Brasileira de Boliche, presidida por Guy Igliori.

Foram 102 inscritos, 78 homens e 24 mulheres, vindos de onze estados brasileiros: São Paulo, Mato Grosso, Minas Gerais, Distrito Federal, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Bahia e Pernambuco.

O Sistema GoBowl de processamento de resultados online foi incorporado pela Boliche Brasil em 2017 e gerencia a computação dos dados dos campeonatos e ranking.

Clique aqui para acompanhar os resultados online.

FORMA DE DISPUTA

O Campeonato Brasileiro de Seleções 2020 (Masculinas e Femininas) e a Taça Brasil de Seleções 2020 (Masculinas) deverão ter no mínimo 5 equipes, incluindo a equipe sede para validação.

Cada uma das equipes deverá ser formada por seis atletas.

As fases disputadas serão as seguintes:
> INDIVIDUAL (6 partidas pelo total de pinos derrubados);
> DUPLAS (6 partidas de cada participante, pelo total de pinos derrubados);
> TERCETOS (6 partidas de cada participante, pelo total de pinos derrubados);
> EQUIPES (6 partidas de cada participante, com a soma de pinos derrubados, sendo que a cada partida a pior da equipe é descartada);
> ALL EVENTS por equipe.

Para saber os resultados da 1.ª fase (Individual) do Campeonato Brasileiro de Seleções clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *